NOSSA HISTÓRIA

Em um mundo cheio de conturbações e dores, cheio de iniquidade, num modernismo sem precedentes de tal forma que tem entrado em até algumas igrejas genuinamente cristãs. Temos vivenciado um grande fracasso na proclamação do Evangelho por parte de pessoas cultas, pessoas capacitadas para tal fim. Mas, contudo, ainda existem alguns Felipes que tão logo ao encontrar-se com Cristo, procura com ansiedade aos Natanaéis para falar-lhes de Jesus apresentando-o como salvador.

Numa cidade tão grande como Imperatriz, ultimamente os jovens tem sentido a necessidade de levar a Jesus aos milhares de pecadores que existem, todos os dias as pobres almas partindo para o além sem Deus sem paz e sem salvação. O Espírito santo de Deus tem impulsionado de tal maneira aquela igreja que a mocidade não poderia negar a veracidade do “ide”; antes com pressa recorrem ao ministério o problema, e Deus pela sua infinita misericórdia por parte do ministério liberou-os e que tão logo isso aconteceu marcaram uma reunião para dá início a todas as atividades propostas.

Chegado o dia da reunião foi realizada conforme o Espírito de Deus permitiu, na mesma estavam muitos jovens onde todos ficaram maravilhados sentindo a presença do Todo Poderoso. Na reunião ficou decidido como primeiro lugar para abertura do trabalho a Praça dos Imigrantes. Chegando o dia do trabalho estava ali à mocidade cumprindo a ordem de Cristo, entregando a mensagem da palavra de Deus aos pecadores; donde tinha como líder o irmão Antonio José Dias. Deus confirmou o trabalho com uma alma aceitando a Jesus como salvador. Dali já ficou marcado para o dia seguinte ser anunciado a Palavra na Praça da União. A mensagem pregada foi Vinde a mim Mt 11.28. Ali o Senhor concedeu grandes bênçãos e operou maravilhosamente no trabalho.

Enquanto Deus trabalhava nos corações dos jovens para alcançarem a cidade para Cristo, despertava também nos corações de três jovens a chama missionária de irem além Imperatriz. E isso começa a se tornar realidade não somente para os jovens vocacionados, mas também para uma parte dos membros e da liderança da Congregação local; precisamente no Bairro São Salvador, ocasião em que dirigia os trabalhos naquele Bairro, o irmão diácono, na época, Salviano. Conscientes do chamado de Deus para os três jovens, a mocidade e boa parte da igreja intensifica as orações por esse objetivo. A casa das irmãs Francisquinha e Raimundinha como eram conhecidas, foi o local escolhido para as vigílias que eram feitas em prol desse grande projeto. Parecia impossível acontecer à realização dessa Obra, pois os irmãos eram ocupados: Antonio trabalhava para Estado no Centro de Saúde da cidade, Manoel Nascimento trabalhava numa loja de móveis e Edmilson trabalhava num armazém de vendas de cereais. No entanto quando Deus dirige tudo dá certo. E foi isso que aconteceu, tomamos as providências com relação aos empregos e nos determinamos a sair para o campo. Os detalhes foram checados, precisávamos de material para distribuição e divulgação: literaturas, bíblias, binários, cartazes, faixas, caixas de som a pilha e a energia, cordas e folhetos; precisávamos também definir qual seria o nome da nossa missão. Com todo o material disponível, pois a igreja tomou as providências quanto a isso, restava à definição do nome e após algumas indicações, de comum acordo denominamos de “Obra Missionária Eis Que Estou à Porta”, tomado por base Apocalipse 3:20. O que nos restava então, a partir desse momento era a nossa carta de recomendação às igrejas para evitar constrangimentos. Não foi fácil, pois nosso pastor era bastante cuidadoso. Depois de tomar conhecimento de tudo nos orientou a continuar orando por mais um período, o qual nós fizemos com muita graça, e quando voltamos a conversar com o pastor Luis de França Moreira (in memória), então pastor presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Imperatriz, concedeu-nos a carta e com muito amor, intercedeu por nós, nos despedindo com oração.

Debaixo das orações dos irmãos, na casa da tia do irmão Antonio Costa, fomos despedidos para o Campo Missionário. A princípio somente Antonio Costa Silva e Edmilson Silva, pois o irmão Manoel Nascimento ainda precisava resolver algumas pendências relacionadas ao trabalho. Acompanhados de vários irmãos seguimos para a rodoviária com destino a desembarcar na primeira cidade que era Porto Franco. Vale lembrar que quando orávamos antes de viajarmos um diácono da igreja conta que teve uma visão conosco passando numa ponte que se dividida ao meio, abria e fechava, e que nós seguíamos em direção ao outro lado, e na sua visão nós não conseguiríamos atravessar (talvez quando os dois lados da ponte se encontrassem); mas na sua revelação via que de repente aparecíamos do outro lado com nossas bagagens sem ter enfrentado o grande perigo. De acordo com a sua visão: o irmão nos falou do cuidado que deveríamos ter principalmente quando fôssemos rejeitados e que nessa missão isso poderia ser possível.

Era o dia 11 de junho de 1982 às 13h00min quando estávamos aguardando o ônibus que descia em direção a Porto Franco. Muitos jovens e irmãos da nossa congregação no Bairro São Salvador, da Sede, Rua Alagoas, entre outras, compartilhavam conosco esse momento histórico para a Assembleia de Deus em Imperatriz e especialmente para as nossas vidas como corajosos e destemidos. Enquanto conversávamos entre risos e lágrimas, chega o nosso tão esperado transporte que nos levaria ao início de uma, para nós, grande missão. Com as passagens em mãos despedimos dos irmãos, adentramos ao ônibus e seguimos viagem.

O dia já estava declinando, mais ou menos 16h00min chegamos ao nosso primeiro ponto de parada: na casa pastoral em Porto Franco. Foi uma alegria imensa para nós, estávamos de verdade no campo de atividades, o que restava agora era só apresentar nossa carta para o pastor e receber autorização para trabalhar na sua área, ou seja: no seu campo como costumamos chamar. Será que foi tão fácil assim? Infelizmente ou felizmente não. Descemos a casa onde o pastor morava com nossa carta na mão, leu-a, nos recebeu, deu-nos jantar, levou-nos ao culto e nos deu oportunidade para pregar, após o culto nos deu um quarto para dormir, no entanto não nos deu uma palavra se quer, não conversou conosco uma só palavra.

Durante a noite quando dormíamos o irmão Antonio teve um sonho que segundo ele foi de Deus. Contou ao seu companheiro e disse que a visão do diácono se cumprira já nessa igreja, e que não seria possível iniciar nossa missão naquele lugar. E na manhã, quando estávamos à mesa para o café, o irmão Antonio Costa falou para o pastor que iria seguir viagem, agradeceu pela recepção e pediu oração ao pastor; o que este por sua vez aproveitou a oportunidade para desabafar: “Meus irmãos, ainda não tinha falado nada para vocês esperando esse momento, sei que vocês talvez não sejam iguais, mais neste mesmo local que vocês dormiram tive a infelicidade de dá dormida após haver dado todo apoio para pregar no meu campo; diziam eles serem missionários, mas o que fez foi deixar um grande escândalo na igreja e entre os ímpios. Se não fosse minha ocupação tão grande no momento iria com vocês em todos os povoados, pois os mesmos estão precisando de evangelização, mas não posso e não há como vocês irem sozinhos. Sinto muito!” Os irmãos Antonio Costa e Edmilson Silva, agradeceram e oraram.

Só que o Senhor cumpre com suas promessas. Se a Obra é dele Ele cuida. E foi isso que aconteceu: Após o café, já havia o lugar designado pelo dono da Missão. No sonho do irmão Antonio, ele pode entender que o lugar para iniciar os trabalhos seria a cidade de Grajaú, pois ele a descreveu de forma precisa as características da mesma. Pegamos um ônibus de Porto Franco e chegamos por volta das 02h00min ou 03h00min, com sol muito forte descemos em direção a casa pastoral, pois era a partir de lá que tomávamos todas as nossas direções de trabalhos evangelísticos.

Debaixo de muito suor, cansado das bagagens nas decidas das ladeiras a casa do pastor, batemos à porta, pois a casa estava fechada, mas não demorou saiu o pastor que de forma cortês nos recebeu com um grande abraço de bem vindos. Isso nos alegrou muitíssimo. Fomos convidados a entrar. Oramos e em seguida passamos para o pastor qual seria o nosso objetivo principal de está em sua casa e também em sua igreja, entregamos nossa carta o qual recebeu e expressou satisfação em podermos ajudar na obra de Deus em seu campo de trabalho.

Logo após nossas identificações, o pastor pediu sua esposa para providenciar um almoço pra nós, o que foi feito com muita brevidade. Chegando à noite fomos à igreja, pois era dia de culto oficial, o pastor fez nossa apresentação aos irmãos, falou de nossa missão e nos facultou a Palavra, primeiro ao irmão Edmilson e em seguida ao irmão Antonio Costa. Foi uma experiência muito grande, falamos com tanta ousadia que a igreja dava glórias às alturas. Foi muito maravilhoso!

No dia seguinte quando falamos para o pastor que iríamos sair, ele com muita satisfação nos permitiu dizendo que no seu campo de trabalho fizéssemos a Obra de Deus conforme o Espírito Santo nos concedesse; o mesmo nos despedindo em oração, ajudou-nos dando o dinheiro da passagem e foi nos embarcar em seu carro na estação rodoviária com destino ao povoado Alto do Brasil. Chegamos ali nos hospedamos na casa de uma irmã que era a dirigente da congregação, a qual nos recebeu e nos ajudou naquele dia de trabalho, onde à noite muitas pessoas estavam reunidas para ouvir a Palavra do Senhor. O culto teve início com a apresentação dos missionários irmãos Antonio Costa Silva e irmão Edmilson Silva pela irmã daquela congregação que em seguida passou a oportunidade da direção do culto ao irmão Antonio Costa. Continuando aquele culto com muita ansiedade e alegria foi franqueada a oportunidade para louvores e pregações por alguns irmãos, ouvimos uma palavra pelo irmão Edmilson que se limitou no tempo devido ao enfado da viajem, ficando por conta do irmão Antonio a mensagem oficial que teve como tema “Eis Que Estou À Porta” baseado em Apocalipse 3:20. No encerramento do culto foi feito um convite às pessoas ouvintes onde 12 delas decidiram suas vidas ao lado de Cristo Jesus, confessado-o como Senhor e Salvador de suas almas. Glória ao nosso Deus! No dia seguinte viajamos para o lugar denominado São Pedro dos Cacetes. Chegando ali realizamos um culto na tarde daquele dia numa pequena igreja conforme o Espírito Santo nos dirigiu. Na ocasião várias pessoas estavam presentes inclusive várias crianças. Diante de mensagens poderosas o irmão Antonio Costa fez um convite e duas pessoas aceitaram a Jesus como salvador de suas vidas.

Na manhã do dia seguinte começamos o trabalho pela manhã, com um grupo de crianças pelas ruas do povoado evangelizando de casa literatura da Palavra deDeus e também convidando as pessoas para uma grande cruzada à noite; ao final das atividades da manhã havíamos distribuído cerca de quinhentas literaturas. Ao chegar à tarde voltamos à igreja juntamente com as crianças onde o Senhor se fez presente e todos ficaram cheios do poder de Deus, após a terceira mensagem o irmão Antonio Costa  que dirigia o culto deu oportunidade ao irmão Edmilson fazer um convite, donde 03 pessoas aceitaram a Jesus como Salvador confessando os seus pecados. Continuando ouvimos mais irmãos que falaram com ousadia do poder de Deus e no encerramento o irmão Antonio Pregou sobre o tema “Eis que estou à porta”, e convidando novamente mais 02 duas pessoas confessaram seus pecados a Cristo, tendo um final com 05 pessoas salvas para o Reino de Deus. Amem.

No dia seguinte viajamos para o lugar chamado Alto do Coco, povoado no qual foi realizado um maravilhoso trabalho para o nosso Deus; saímos de casa em casa convidando o povo a assistirem o culto à noite, quando na ocasião estavam muitas pessoas presentes das quais havíamos convidado na evangelização que houve à tarde com distribuição de literaturas. Ali mais uma vez o Senhor se fez presente alegrando todos os corações e revestindo do seu poder; ao findar do trabalho o irmão Antonio Costa teve a oportunidade de orar pelas enfermidades e pelos problemas dos irmãos a das pessoas que estavam reunidos. No dia seguinte, já 16 de agosto o irmão Antonio Costa foi para um lugar chamado Aldeia Velha, ficando o irmão Edmilson em Alto do Coco por se achar sem condições físicas para viajar. Chegando o irmão Antonio em Aldeia Velha, começou logo a dá início aos trabalhos da Obra do Senhor reunindo-se com alguns irmãos daquele lugar foram ao templo orar onde o Senhor operou de forma maravilhosa; ao final da oração o irmão convocou a mocidade para uma evangelização e entrega de literatura, ficando também marcado um culto à tarde na casa de uma irmã que ficava distante da vila. Realizado os trabalhos de evangelização e entrega de folhetos, todos os moradores da comunidade ficaram convidados para o grande culto da noite na casa de um amigo descrente. No culto da tarde o irmão Antonio Costa recebeu a oportunidade para juntamente com a mocidade dirigir aquele trabalho, o qual não hesitou e dirigido pelo Santo Espírito de Deus pregou a Palavra, seguida de um convite aos presentes onde um casal recebeu a Cristo em suas vidas. Partimos dali fomos para a casa do dirigente donde nos dirigimos para o local do culto já anunciado durante o dia; iniciando o trabalho vários irmãos pregaram a Palavra de Deus e em seguida o irmão Antonio Costa recebeu a oportunidade para a mensagem oficial e fazer um convite às pessoas ouvintes. Diante da responsabilidade o irmão pregou sobre o tema “salvação”, em seguida fez o convite e 08 (oito) pessoas decidiram suas vidas a Cristo, contabilizando assim, num total de 10 (dez) almas para o Senhor Jesus Cristo, que foram libertas do jugo de Satanás para viverem para o Reino celestial. Glória a Deus!

Voltando o irmão Antonio para Alto do Coco onde estava seu companheiro Edmilson, foi realizado ali mais um trabalho para grandeza de Deus; reunimos primeiramente para uma oração ao meio dia na humilde casa de oração dali, no entanto a Palavra de Deus diz que o Senhor não habita em casa feita por mãos humanas, mas no coração de seus filhos, e isso foi o que aconteceu: o Senhor se fez presente através do seu Espírito Santo e batizou o esposo da irmã que dirigia os trabalhos naquela congregação e ainda uma alma rendeu-se aos pés de Cristo confessando-o como senhor de sua vida. À tarde daquele dia umas jovens saíram a convidar as pessoas para o culto que iria ser realizado à noite. Chegando a hora do culto muitas pessoas estavam presentes, no qual a dirigente do trabalho oportunizou o irmão Antonio Costa para dirigir o culto segundo o mesmo deixouque o Espírito Santo fosse o dirigente do evento. Oferecendo a oportunidade para vários irmãos pregarem a Palavra, o irmão Edmilson Silva foi o escolhido para a mensagem oficial, que após a mensagem convidou os pecadores a aceitarem a Jesus na qual 07 (sete) almas aceitaram a Jesus como salvador de suas vias. Na continuação, após o convite, mais duas pessoas aceitaram a salvação em Cristo, totalizando assim, 10 (dez) pessoas deixaram o mundo com seus prazeres para servirem a Deus. Aleluia, louvado seja Deus! Ainda em Alto do Coco, um irmão do povoado de São Pedro dos Cacetes, onde já havíamos passado por lá, procurou-nos para informar que através da nossa pregação um catequista daquele lugar resolveu aceitar a Jesus como seu salvador. Falou-nos ainda o irmão que tão logo a nossa saída aquele homem procurou a igreja e decidiu sua vida para Cristo, e que está muito alegre pela sua nova vida.

Dali saímos para o povoado Criulizinho, um lugar que segundo os irmãos nos informaram serem quase todos desviados dos Caminhos do Senhor, chegamos ali quarta feira e houve um grande culto na igreja onde estavam reunidos vários irmãos do Alto do Coco. O Senhor não nos deixou só, confortou-nos com sua palavra e nos encheu do seu poder. Com a oportunidade para pregar o irmão Edmilson usou o tema “Vinde a mim”; para encerramento do culto o irmão Antonio pregou sobre o tema “Levanta-te e resplandece”, em seguida fez um convite, mas não houve decisões. Findando o trabalho todos foram para casas felizes, pois o Senhor os havia enchido do seu Espírito Santo. No dia seguinte foi dirigido um culto ao ar livre, sendo que, pela manhã foram hasteadas faixas com os dizeres “Eis que estou à porta”, e à tarde saímos a convidar de casa em casa. Chegado ao momento da realização do culto o dirigente deu a oportunidade para o irmão Antonio Costa Silva dirigir o trabalho segundo a vontade do Espírito Santo. Não foi diferente o Deus Todo Poderoso se fez presente enchendo os crentes com seu poder, os quais louvavam com muita alegria e ansiedade, donde ao término do culto, muitos irmãos estavam de joelhos agradecendo a Deus e pedindo orações para que o Senhor os curasse de seus problemas e enfermidades. Com a palavra de oração o irmão Antonio orou por todos e fazendo um convite uma alma aceitou a Jesus como salvador. Vale lembrar que nesse culto estavam os irmãos dos povoados Alto do Coco e Ferrugem, os quais ficaram maravilhados e recompensados pelo que o Senhor fez.

 

No final daqueles trabalhos na tarde daquele dia o irmão Antonio costa fez um convite as pessoas a virem a cristo, onde na oportunidade seis pessoas confessaram o senhor como salvador louvado seja o nosso Deus! No trabalho a noite estava reunida muitas pessoas dos nossos convidados, foi um ótimo trabalho, o senhor se fez presente e muitos ficaram maravilhados;  na hora mais importante para o pecador o irmão Antonio fez um convite e uma  alma dobrou os seus joelhos na presença de Deus, confessando o senhor Jesus Cristo como salvador. No dia seguinte viajamos para a localidade de São Gonçalo onde foi realizado o trabalho com a presença do Espírito Santo. Saindo do povoado fomos para a localidade de Angico, na qual tivemos a oportunidade de dirigirmos um culto de acordo com o Espírito Santo, foi um maravilhoso, estavam muitas pessoas voltadas para com a Palavra; estando com a palavra para  o convite  o irmão Edmilson, o qual convidando, 3 pessoas aceitaram a Jesus; seguido de mais um convite por um irmão que andava conosco mais uma alma confessou o senhor como salvador. Amem!

De voltamos para São Gonçalo, à noite houve o culto dirigido pelo pastor Agostinho, no qual fora celebrado a santa ceia do Senhor. No dia seguinte fomos ao povoado Lagoa do socorro, ali o senhor se fez presente revestindo os seus servos com o seu poder e por ultimo uma alma dobrou os seus joelhos na presença de Deus arrependida de seus pecados. Logo ao sairmos dali fomos ao lugar chamado Cacau, onde também o senhor operou maravilhosamente derramando bênçãos sobre seus servos e também salvando, tivemos a oportunidade de dirigirmos vários cultos naquela localidade na tarde daquele dia, embora no meio da rua por não acharmos uma pessoa que nos desce a permissão em suas casas. Contudo Deus nos abençoou e pregamos sua palavra naquele lugar. A noite houve um culto onde tinha muitas pessoas as quais tínhamos convidado, foi uma benção, o senhor se fez presente e 4 almas confessaram o senhor como salvador pessoal, glórias a Deus. Tendo saído dali fomos para outro lugar. Para que houvesse alguma assistência (presença de pessoas) no trabalho não fizemos convite, para que através da surpresa pudesse o povo observar o que era e viesse ao encontro da Palavra. Isso porque as pessoas lá não dão credito a palavra do senhor, a estratégia deu certo. Ali começamos a cantar  hinos e pregar a palavra, muitos vieram, e com muita atenção ouviram a palavra do senhor. Amém. Voltamos em seguida para São Gonçalo onde dali o irmão Antonio foi para imperatriz resolver alguns assuntos e também conseguir literaturas para o trabalho do senhor.

Dali o irmão Edmilson voltou com o Pr. Evangelista, Benedito, para o Ipiranga, povoado sede e município de Barra do Corda; os mesmos trabalharam juntos pregando a palavra do senhor por vários lugares, como por ex: São José dos Pachecos, chegaram ali e realizaram um grande trabalho para honra e gloria do senhor, ao saírem dali, foram para os Quatro Baixões e também para louvor do senhor realizaram um trabalho em seu nome, em Ipiranga tiveram a oportunidade de realizar vários trabalhos para a glória do salvador Jesus Cristo.

Voltando para o irmão Antonio que tinha ido à imperatriz; Deus o abençoou de tal maneira que jamais alguém sabe explicar, chegando ele ali, o senhor já havia preparado o jovem que antes prometera enviar para seu ministério; e todos os irmãos dali ficaram maravilhados por saber das grandes maravilhas que o Senhor está operando e que com grande prazer e satisfação colaboraram para o engrandecimento da obra do senhor. Poucos dias o irmão parou ali, somente três dias, e saindo de Imperatriz juntamente com seu companheiro que também com muita coragem decidiu entregar sua vida totalmente nas mãos do Salvador, chegando a Barra do Corda por volta das 03:00h da manhã e logo em seguida pegamos o ônibus para Cacau, onde ali o irmão Antonio juntamente com seu novo companheiro e os irmãos daquela localidade realizaram um maravilhoso trabalho conforme a vontade do senhor, e o senhor confirmou aquele trabalho salvando 3 pessoas para a glória do seu nome e também revestindo os seus servos do seu Espírito Santo. Ao saírem dali foram para  Lagoa do Socorro onde ali também o senhor se fez presente nos trabalhos e confirmando mais uma vez sua “obra” salvando 2 almas para louvor do seu santo nome; após sairmos dali fomos para  Montevidéu, povoado não muito distante. No culto realizado, Deus confirmou com 5 almas dobrando os seus joelhos na presença do senhor pedindo perdão dos seus pecados. Ao despertar do dia saímos para São José; viajamos 12 km com duas grandes malas nas costas que só pela misericórdia de Deus é que conseguimos chegar com grandes pesos. Chegando no povoado pegamos um carro e fomos para Ipiranga, onde o irmão Edmilson estava nos esperando; chegando lá não estava nosso irmão, mais com isso não deixamos de trabalhar realizamos um culto ao dia em ar livre o outro a noite onde todos os crentes ficaram maravilhados e Deus os revestiu com o seu poder. Partimos dali no dia seguinte para Monte Castelo e ali estava o irmão Edmilson que ficou muito alegre por ver mais um companheiro para a jornada, no mesmo dia às cinco horas da tarde houve um culto em uma das ruas daquela localidade, foi muito maravilhoso, muitas pessoas ouviram a palavra de Deus; a noite foi também realizado um trabalho para o senhor e para honra e gloria do seu santo nome , 5 pessoas confessaram o seu nome, como salvador . Após o culto voltamos por convite ao Angico lugar que já tínhamos passado antes; para a glória do senhor fomos e lá o senhor estava derramando o seu poder; ali o senhor batizou duas pessoas com o Espírito Santo e 1 alma aceitou Jesus como salvador . Amém. Fomos para o Ipiranga outra vez e foi realizado mais um culto para exaltação do senhor, e também o Senhor estava derramando bênçãos para os seus servos e filhos e também 1 alma aceitou a cristo como salvador. Louvado seja Deus.

 Viajamos em seguida para a cidade de Esperantinópolis, onde fomos pedir permissão ao pastor daquele campo para trabalhar conforme o Espírito Santo de Deus. Chegando lá fomos bem recebidos pelo pastor e também ele com muito prazer nos recebeu e permitiu que nós trabalhássemos no seu campo. Tivemos a oportunidade de assistirmos um culto de pregação da palavra de Deus, onde ali recebemos oportunidade para a palavra, e pregamos conforme Deus nos permitiu. Tendo nós saído dali no dia seguinte fomos para o lugar por nome Palmeiral aonde chegamos e para honra e glória do nome do nosso salvador foi realizado um trabalho de evangelização; embora  mal recebidos pelo dirigente daquela congregação, contudo foi anunciado a palavra de Deus e mais de duzentos ouvintes ouviram a Palavra do Senhor.

Saindo dali viajamos para São Joaquim localidade em que fomos bem recebidos e foi realizado um maravilhoso trabalho no qual, no primeiro dia 12 pessoas dobraram seus joelhos confessando o senhor como único e suficiente salvador. No outro dia foi também grande e maravilhoso o poder de Deus no culto e duas pessoas aceitaram a Jesus Cristo como salvador. Depois do culto, no dia seguinte viajamos para Joselândia, naquela cidade e igreja também fomos bem recebidos pelo pastor daquela congregação, pastor Francisco Pinto, (conhecido como Chico Pinto) e também nos foi permitido trabalhar no seu campo. No dia em que chegamos foi dirigido um culto no qual tivemos a oportunidade para pregar a palavra de Deus e em seguida participamos da santa ceia do Senhor e ao findar o trabalho uma alma confessou a Jesus como salvador. No dia seguinte também participamos de um maravilhoso trabalho de oração e doutrina da palavra de Deus, onde também tivemos a oportunidade de pregar a palavra de Deus.

Após sairmos dali fomos para lugar por nome Serrinha,  fomos bem recebidos pelo dirigente e também foi realizado um trabalho para glória de Deus, ao dia foi realizado trabalhos de evangelização pessoal de casa em casa e a noite houve um  culto de pregação da palavra de Deus, no qual muitas pessoas ouviram a verdade de nosso senhor e salvador Jesus Cristo.

Dali viajamos para o lugar por nome Cazuza, onde também fomos bem recebidos pelo dirigente daquele lugar. A tarde ouve evangelização com distribuição de literatura de casa em casa. A noite um culto de pregação, no mesmo, muitas pessoas estavam reunidas ouvindo a palavra de Deus. Ao termino do culto uma alma aceitou a Jesus como salvador. Louvado seja Deus. Ao sairmos de Cazuza fomos para o lugar, chamado Lambedor, como dos lugares anteriores também fomos bem recebidos pelo irmão presbítero, realizamos uma evangelização pessoal e entrega de literatura; após os trabalhos realizados ao dia veio à noite e foi realizado um culto para a glória de Deus; na oportunidade sentimos a presença do todo poderoso e ao encerrar 1 alma aceitou a Jesus como salvador de sua vida.

No dia seguinte saímos juntamente com o presbítero para o lugar Lagoa do Norato, antes passamos por Santo Antonio, lugar em que uma alma reconciliou-se com Deus; ao chegarmos em Lagoa do Norato distribuímos literatura de casa em casa e a noite foi elevado ao trono do Senhor um grande culto, no qual pregamos a palavra de Deus, e que ao encerrar 1 alma dobrou os seus joelhos na presença de Deus.

Quando saímos dali fomos com destino à Nova Vida, onde passamos por Centro dos Carecas e tivemos a oportunidade de evangelizar onde ate o vigário recebeu também a literatura da palavra de Deus.

 Na viagem passamos por Joselândia e dali viemos juntamente com uma caravana de crentes  para o povoado Nova Vida onde dirigimos um culto para glória de Deus; no mesmo culto foi a consagração do dirigente para aquela congregação. Foi um ótimo trabalho e Deus se fez presente na oportunidade revestindo seus servos com o seu poder.

Ao sairmos dali fomos para Generosa aonde chegamos a tarde e tivemos a oportunidade de fazer uma evangelização convidando as pessoas para o culto e entregando a mensagem da palavra de Deus através da literatura. Quando chegou a noite foi anunciada a palavra de Deus naquele lugar, ali estavam muitas pessoas reunidas para ouvir e outras para escarnecer da palavra; mas, contudo Deus estava conosco, louvado seja o seu santo nome. Fomos também a partir dali para um lugar chamado Tanque e distribuímos a palavra de Deus.

Viemos para o povoado Aldeia onde o senhor sempre nos tem provado o seu amor. Não foi diferente, Tivemos ali em Aldeia um ótimo trabalho da parte do senhor, onde tivemos a oportunidade de orar apresentando 02 almas para cristo e também muitas outras pessoas ouviram com atenção e receberam literaturas da palavra de Deus. Glórias ao nosso Deus.

Saímos para Centro do Roque, onde permanecemos durante dois dias, embora sendo ameaçados pelos que se dizem católicos, contudo Deus realizou a sua obra e salvou 01 alma para glória do seu santo nome.

Ao sairmos dali fomos para o povoado por nome Solta, por sinal, um grande povoado, onde também permanecemos por dois dias, foi ótimo o trabalho, onde o senhor trouxe grande despertamento para seus servos, revestindo do seu poder e que para honra do seu nome 01 alma confessou o senhor como salvador. Após esse tempo saímos dali e fomos ao dia seguinte para Joselândia novamente onde participamos de uma festa evangelista com a poderosa presença  do Senhor operando grandes maravilhas no meio e na vida de seu povo, louvado seja Deus.

Ao sairmos de Joselândia fomos com destino a Pedreiras, chegando lá fomos recebidos pela esposa do pastor Meton Soares e sendo também apoiados pelo presbítero e pelo evangelista daquela cidade, contudo não trabalhamos pelo fato do pastor estar de viagem e decidimos não trabalhar sem a permissão do mesmo.

Viajamos em seguida para Lima Campos, onde fomos recebidos pelo pastor daquela Igreja; o qual nos apoiou permitindo que trabalhássemos no seu campo.

 Tendo recebido autorização para evangelizar no seu campo, saímos para o lugar por nome Centrinho onde também fomos nós bem recebidos pelo dirigente daquela congregação; e permanecemos ali por dois dias, sendo que no primeiro dia participamos de um belo trabalho de avivamento e de evangelização distribuindo porção da palavra de Deus. Tivemos também no segundo dia um maravilhoso trabalho evangelístico, onde tivemos a oportunidade de chegar ate um lugar por nome Tabocal e ali 01 alma decidiu-se  ao lado de Jesus aceitando-o como salvador pessoal, glórias ao nosso Deus . E ao sairmos de lá voltamos para Centrinho novamente onde foi realizado um culto de aniversário e também 2 pessoas confessou o nome do Senhor como salvador. Dali voltamos novamente para a cidade de Lima Campos a convite do  pastor daquela igreja, onde na ocasião se fez presente a campanha “Só Cristo Salva”, que para glória de Deus foi realizado três dias de cruzada e Jesus salvou, curou e batizou com seu Espírito. Louvado seja Deus! Viemos depois para independência onde foram realizados dois trabalhos maravilhosos para glória de Deus. Sendo que no primeiro dia foi um culto de avivamento na igreja e Deus operou maravilhosamente. No segundo dia foi um culto em ar livre onde o Senhor viu na sua presença 01 alma de joelhos dobrados confessando o seu nome como salvador.

Logo no dia seguinte viemos para Livramento a convite do pastor daquele campo, nos enviando  para Peritoró no que passamos dois dias trabalhando e o senhor confirmando a sua obra. No primeiro dia tivemos uma evangelização pessoal com porção da palavra de Deus na qual, tivemos a oportunidade de apresentar 09 almas para Jesus. No dia seguinte tivemos novamente evangelização onde também 05 almas confessaram o senhor como salvador de vossas almas. Louvado seja o nosso Deus! Saímos dali e voltamos novamente para Livramento, onde também o senhor fez maravilhas;  numa pequena evangelização 3 almas renderam-se a Cristo. Pela manhã tivemos consagração com a mocidade e a tarde estudo da palavra de Deus e quando chegou à noite grande culto de avivamento, onde o senhor se fez presente salvando 5 almas e batizou 6 com o seu Espírito Santo. Glórias a Deus!

No dia seguinte fomos para o lugar por nome Matinha, também foi realizado para a glória de Deus um maravilhoso trabalho, o qual iniciamos com oração e após com evangelização pessoal, na qual 02 almas aceitaram a Jesus. A noite foi um culto de pregação da palavra de Deus e logo ao encerramento foi lançado um convite e 10 pessoas aceitaram o senhor Jesus Cristo como salvador. Louvado seja seu santo nome!  Novamente voltamos para livramento, onde foi realizado mais um trabalho para o senhor, e que daí 06 pessoas se renderam aos pés do Salvador. No dia seguinte o irmão Antonio Costa foi fazer uma visita aos novos crentes em Peritoró e teve a oportunidade de apresentar mais 02 almas para o senhor.

Viajamos em seguida para Monte Alegre, onde foi realizado um trabalho de evangelismo e no final 3 almas decidiram-se a cristo. Voltamos mais uma vez para Livramento, onde no meio de macumbeiros e umbandistas num grande culto pregamos a palavra de Deus a eles. Depois no dia seguinte fomos para Bom Lugar, lá realizamos para honra do senhor um trabalho de evangelização, apresentamos 01 alma para o senhor. Novamente estivemos em Bom Lugar colaborando com as irmãs do Circulo de Oração, no qual Deus se fez presente e mais 01 alma aceitou Jesus como salvador.

Saindo dali retornamos outra vez a Matinha por convite do dirigente daquela congregação, onde foi realizado mais um trabalho para a glória de Deus. Muitos foram despertados, quatro foram batizados no Espírito Santo e todos ficaram maravilhados com a presença do senhor.

Voltamos ainda à noite desse culto para livramento, no dia seguinte bem cedo viajamos para Coroatá onde fomos bem recebidos pelo então pastor daquela igreja José Ribeiro, e sendo-nos concedida toda a liberdade para trabalhar naquele campo. Antes de iniciarmos as atividades teríamos que ir votar em nossa cidade de onde tínhamos saído Imperatriz, voltamos para logo voltar a da continuidade na “obra do senhor”. (esta história vai continuar… Aguardem!)

A historia se conta assim

Nossos Contatos

WhatsApp: (99) 98401-0103
Tel Fixo : (99) 3625-1004
  Email: acossilvida@hotmail.com
  End: Rua  Luis de Carvalho nº897 -Centro 
CEP 65.758-000

São Roberto - MA

Curta Nossa Pagina

Missão Eis Que Estou a Porta © 2017 Todos direitos reservados